terça-feira, maio 11, 2010

E um azar nunca vem só...

... Já em casa, a arrumar umas coisas, não vejo o meu júnior e vou de encontrão com ele. Resultado: a carinha dele embate na guarnição da porta. Choro imediato e vejo logo sangue. Primeiro instinto, pô-lo debaixo de água corrente e depois disso avaliação de estragos: nariz a sangrar, lábio superior inchado e a sangrar, e aparentemente a gengiva "tocada". Depois de estancamento do sangue do nariz e gelo no lábio, só tenho a louvar a bravura do meu menino e da sorte no meio da situação.

1 comentário:

Cenas de Gaja disse...

ai amiga...

** Gaja //