quinta-feira, novembro 08, 2007

Reflexão...

No seguimento do que li neste blog Estrelinha Simão, não posso deixar de escrever estas palavras:

Eu sempre quis ser mãe, e disso nunca sequer tive dúvidas, bem como ao número de filhos: 2 (apesar do Amaro referir que serão 3...).
Eu não gosto de comentar as pessoas escolhas das pessoas, porque cada um é livre de pensar e de agir desde que assume a responsabilidade desses actos e escolhas, mas quando as pessoas se tornem fúteis e dependente dos bens materiais de uma forma ostentiva, para mim dá-me a entender que essas mesmas pessoas são fustradas.

O mesmo acontece com essa febre consumista, de querer dar tudo aos filhos, e quanto mais caro melhor, como que numa tentativa de "subornar" os filhos, e estes o que querem na maior parte das vezes é a atenção, o carinho, uns minutos com os pais!!!! Dar os filhos, sim, mas sempre com peso e medida, e fazer-lhes mostrar o valor das coisas, e preparar-lhes para a autonomia da vida futura.

Quando uma vez um casal me disse que não pretendiam o 2.º filho, porque assim não poderiam dar roupa de marca: POR FAVOR!!!!!!!!!!!!!!

E depois dizemos que os nossos filhos estão estragados, pudera!!!! Nós é que somos responsáveis por isso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu não quero ser moralista, porque realmente cada um deve ser juiz de si próprio, mas às vezes tenho necessidade de desabafar essas palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

10 comentários:

mamie disse...

Como eu te percebo! Eu tenho dois irmãos e sempre adorei! Os bens materiais são importantes mas não são o principal! Muito menos se são de marca ou não!

Até porque convenhamos, saber comprar bem não significa ser caro ou de marca! trazer os miúdos bem vestidos não quer dizer que seja desta ou daquela marca!

Olha e também percebo o Amaro! Lá em casa é ao contrário!

Beijinhos

rita disse...

Miguita, tenho andado ausente, ma o trabalho... sabes como é!!!

Viom so deixar um kiss rapido

Rita&Tiago

Sonia&Mi disse...

Dizer que as crianças necessitam de tudo de bom e do melhor é um pouco relativo, mas normalmente quando se diz isso é mesmo a pensar na abundacia, nas marcas e nos produtos exclusivos. Eu sou da opinião que as crianças se contentam com o essencial, e somos nós que lhes incutimos a importância (desimportante) do consumismo, das futilidades.
Eu sem dúvida quero mais um filho, porque adorei ter um irmão para brincar.Porque é saudável :D

Filipa disse...

Eu também gostava que o Gonçalo tivesse um irmão. Não sei se será possível (também só vou pensar no assunto daqui a dois anos :D), de qualquer maneira o que me faz pensar, não são de forma nenhuma as roupas de marca, até porque o Gonçalo se veste na Zippy da cabeça aos pés (passo a publicidade), mas sim a mensalidade do infantário...
Há gente de facto muito fútil, roupa de marca!
Bjs.

mimika disse...

Eu também adoro ter irmãs...ahhhh e sobrinhos, logo...

Beijinhos

PatLeal disse...

Concodo contigo plenamente, nós queremos dar um mano/a ao Pirralhitus, mas agora é mesmo mto complicado e não lhe damos prendas cara. É mesmo o nosso nivel de vida neste momento.


Xi

Mamã Cátia disse...

Miguinha, eu adorava ter um segundo filho, uma menina de preferência, mas tenho medo de arriscar, não por não poder dar tudo do melhor, mas por não poder dar o essencial. Infelizmente nem todos temos o mesmo nível de vida, e o meu talvez não me permita o segundo, a não ser que a minha vida dê uma reviravolta.
Beijokas

Mamã Elsa disse...

Roupa de marca???
que futilidade.
Eu cá acho que gastar dinheiro com roupa de marca e deita-lo fora. O Hugo traz a roupa toda estragada da escola e o Andre a roupa deixa de servir rapido demais para ser muito cara. Tb gosta da zippy..
Temos mas é de estraga-los com mimos, amor e carinho...
Eu tenho dois se irei ao terceiro???? Não sei.
beijos

Andrea disse...

...e como tens razão no que escreves...
Beijocas!

Lojinha da Pipocas disse...

No outro dia uma psicóloga foi à TV falar nesse aspecto, disse que ela própria não comprava roupas de marca aos filhos, até deu o exemplo daqueles meninos ingleses de boas familias que usam a roupa já coçada de tanto uso!
E tb disse que os meninos dos 6 aos 10 deviam ganhar semanada e a partir dos 10 mesada para aprenderem a gerir o próprio dinheiro!
Beijoquinhas fofinhas.