quarta-feira, julho 25, 2007

AMO-TE LEÃOZINHO

Leãozinho,

Hoje, a mãe não teve uma daquelas frases “nunca escreves nada…”, também não era preciso, a gente entende quando deita aquele olhar, ainda não classificado…

Aceito e desculpo-te que ainda não entendas que sou imensamente preguiçoso, embora saiba que começas a desconfiar, todas as manhãs me vês a dormir… Por vezes acordo ao som dos teus gritinhos, algazarra harmoniosamente arquitectada pela tua mamã, outras, porque te divertes atirando o meu telemóvel ao solo. Tem dias, que sinto a tua mão (como é pesada) ao encontro do meu rosto, imagino que me estejas a convidar para a brincadeira… O que tu não sabes é que eu também acaricio o teu rosto, quase sempre à noite, e que também converso contigo, embora nunca respondas… Ou melhor, não conversamos, nós segredamos… não fosse a inconfidência do título!

10 comentários:

Patrícia disse...

:o)
Bjs

Sandra e Amaro disse...

Amo-te

PatLeal disse...

Que lindo papá :)


Jocas

Mamã Elsa disse...

Que lindo texto...
parab�ns ao Pap� , e claro ao resto da famelga

Pensamentos Felizes disse...

parabéns papá :)

Cláudia disse...

Adorei o filmezinho que fizeste...

parabéns aos papás babados!

bjs grandes

Lojinha da Pipocas disse...

Ler as palavras do papá tem outro encanto...é preguiçoso mas quando "lhe dá" "dá -lhe bem"!
Adorei!
Muitas beijoquinhas fofinhas ao filhote à mamã, e já agora ao papá!

maria disse...

que ternurento:)

bjnho

MC disse...

Que ternura papá!
Lindo!
Que sempre vos una o amor!
Marta Cristina
http://pitukicesdamama.blogspot.com
http://pitukinhoepitukices.blogspot.com

mimika disse...

Que ternura a deste papá!

Bj